Twitter

SISTEMA REPRODUTOR

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

Consiste essencialmente do útero, dois ovários, duas tubas e a vagina. Os ovários estão um de cada lado do útero e ligados a ele através das tubas e o útero se liga ao meio exterior através da vagina.

Os ovários contêm os óvulos que ficam dentro de "bolsas" chamadas folículos ovarianos.

Ao entrarem na puberdade, as meninas têm cerca de 400.000 óvulos, porém não estão amadurecidos. Após a puberdade, a cada ciclo menstrual, vários óvulos iniciam o processo de amadurecimento, contudo, apenas um deles cresce e amadurece o suficiente para depois ser fertilizado por um espermatozóide. As mulheres já nascem com um número limitado de óvulos que vão envelhecendo com o tempo.

Quando o óvulo sai do folículo, vai até a tuba onde ocorre a fertilização e onde se inicia a formação do embrião.

DA OVULAÇÃO À IMPLANTAÇÃO

DA OVULAÇÃO À IMPLANTAÇÃO

Quem comanda este processo de crescimento, maturação e saída dos óvulos são os hormônios (substâncias formadas por glândulas e com diferentes funções ao longo do corpo). Na primeira fase do ciclo, o hormônio folículo-estimulante (FSH) estimula o crescimento de vários folículos – é a fase folicular - e a o redor da metade do ciclo menstrual, o óvulo sai de dentro do folículo graças ao aumento brusco (pico) de outro hormônio chamado luteinizante (LH).

Conforme os folículos começam a crescer, produzem estrógeno, que é um hormônio que ajuda a preparar o endométrio (camada interna do útero) para receber o embrião.

Quando ocorre a relação sexual, os espermatozóides liberados na vagina alcançam o útero e as tubas e um deles irá penetrar no óvulo maduro.

Logo após a ovulação, o folículo fica irregular e vazio e é chamado de corpo lúteo. Este começa a produzir o hormônio progesterona que também prepara o útero para a gravidez – é a fase lútea do ciclo. Se não ocorre gravidez, a camada interna do útero descama e é eliminada sob a forma de menstruação.

SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

Consiste de dois testículos, epidídimo, canais deferentes, vesículas seminais, próstata e pênis. Os testículos produzem os espermatozóides e a testosterona, hormônio responsável pelas características sexuais masculinas.

Conforme os espermatozóides imaturos vão sendo produzidos, vão saindo dos testículos e seguindo para o epidídimo, onde ficam armazenados até atingirem a maturidade. Durante a ejaculação, os espermatozóides chegam ao pênis, de onde saem juntamente com o líquido produzido pelas vesículas seminais e próstata para formarem o sêmen.

Todo o processo de produção dos espermatozóides leva ao redor de 72 dias. É um processo contínuo e diferente do que ocorre nas mulheres, os espermatozóides são produzidos durante toda a vida. Os mesmos hormônios que regulam a ovulação na mulher controlam a produção de espermatozóides nos homens. O FSH estimula a produção dos espermatozóides e o LH estimula a produção de testosterona. A testosterona é responsável pelo amadurecimento dos espermatozóides, pelo desejo sexual e pelas características masculinas, como pelos e músculos.